Como consultar o PIS

Desde a criação do Programa de Integração Social (PIS) nos meados da década de 70, anualmente milhares de trabalhadores aguardam ansiosamente pelo calendário de pagamentos dos benefícios sociais do PIS. As novas regras e os ajustes fizeram com que o PIS se transformasse hoje em dia em um grande auxílio aos trabalhadores que desempenham suas funções de acordo com as exigências da CLT (Consolidação das Leis Trabalhistas) e que recebem até dois salários mínimos mensais.

Para conferir os valores dos benefícios do PIS basta escolher entre os 4 portais diferentes de acesso que estão disponíveis aos trabalhadores inscritos no PIS. Consulte pela internet acessando o portal online da Caixa em seu site oficial; use o telefone de atendimento da Caixa Econômica Federal; visite pessoalmente uma das agências da Caixa espalhadas por todo o País ou acesse um dos caixas eletrônicos na própria agência da Caixa, nos agentes lotéricos ou nos correspondentes “Nossa Caixa”.

Consulta do PIS pela Internet

Para facilitar o fluxo de informações e as demandas dos usuários, a Caixa disponibiliza o acesso online a todos os detalhes do PIS. Hoje em dia podemos realizar muitas tarefas pela internet. O acesso a muitas informações e até compras online facilitam muito a vida diária. Portanto, para os usuários que querem consultar todos os detalhes do PIS, a Caixa facilita o acesso através do seu portal oficial. Basta acessar o site e seguir as instruções que estão descritas na seção de Benefícios e Programas.

Mas, antes de qualquer tentativa de acesso, a Caixa sugere alguns cuidados de prevenção.

  • Nunca acesse seus dados de um computador público.
  • Não acesse seus dados pessoais sem um antivírus atualizado em seu computador.
  • Nunca deixe programas abertos de consulta com seus dados pessoais.
  • Nunca revele suas senhas.

Após observar rigorosamente as sugestões de segurança cima, acesse o portal da Caixa através do link www.caixa.gov.br . Siga as instruções de preenchimento dos seus dados pessoais e tenha em mãos o número de inscrição no PIS.

No site será possível cadastrar uma senha que servirá para os acessos futuros. Siga também todas as instruções para criar e cadastrar esta senha. Com relação à sua senha pessoal, no site também será sempre possível mudar, substituir e atualizar, além de administrar seus dados com segurança.

Como consultar o PIS nas agências da Caixa Econômica Federal

Para uma consulta pessoal na Caixa, basta comparecer em qualquer uma das suas agências espalhadas pelo País, agências lotéricas ou correspondentes “Nossa Caixa”, munido de documento de identidade e número de inscrição do PIS. Será necessário cadastrar uma senha na Caixa para realizar a consulta.

Os portadores do Cartão Cidadão também poderão acessar suas informações do PIS em qualquer agência da Caixa.

Como consulta o PIS pelo Caixa Eletrônico

Acesse normalmente sua conta no terminal eletrônico, ou use as alternativas de consultas do painel. Siga as instruções e poderá conferir o seu saldo do PIS. Não se esqueça que terá de inserir o número do PIS, portanto tenha em mãos o seu número de inscrição.

Como consultar o Abono Salarial do PIS pelo telefone

É possível consultar o Abono salarial pelo telefone do serviço de atendimento da Caixa Econômica Federal ligando para 0800 725 0505. Siga as instruções ou fale com uma atendente. Pelo telefone é possível ainda consultar os valores para saques e as datas de pagamentos, além de confirmar seu direito aos benefícios e outra informações e esclarecimentos necessários para situações específicas.

O PIS pode ser facilmente consultando através dos quatro meios que acabaram de ser descritos. Contudo, fique atento ao calendário oficial de pagamentos para não perder o direito aos benefícios como trabalhador.

O Programa de Integração Social é uma iniciativa do Governo Federal e foi criado pela Lei Complementar nº 7 de 1970. É um auxílio ao trabalhador do setor privado com vínculo empregatício de acordo com a legislação trabalhista e o devido registro em carteira. As novas regras estipulam e determinam prazos e referências de valores para pagamentos dos benefícios e o Abono Salarial.
Os valores recolhidos pelos Empregadores (Pessoas Jurídicas) são depositados na conta do beneficiário e todos os anos ficam disponíveis para saques de acordo com determinação legal do Governo que divulga um calendário específico com datas para pagamentos.